PK Freestyle

Confira entrevista exclusiva com Pk Freestyle

Muro de Berlim já ultrapassa um milhão e quatrocentos mil visualizações em 3 meses Em…

Muro de Berlim já ultrapassa um milhão e quatrocentos mil visualizações em 3 meses

Em entrevista exclusiva o rapper fala um pouco sobre a colaboração com Papato, L7 e Rafael Portugal e muito mais!

Pk: Muro de Berlim foi um refrão que chegou do Rafael Portugal, Papatinho me mostrou e eu adorei a versatilidade do Rafael que além de ser um compositor ele é um cara muito engraçado, ótimo humorista e muito bom de se trabalhar junto!

Qual sua opinião sobre o posicionamento político da classe artística no momento em que estamos atravessando?

Pk: Eu acho que é extremamente importante um posicionamento de um artista! Porem hoje em dia o artista tem que ser cada vez mais blindado, porque tudo que ele fala pode ser distorcido tlgd?! E as pessoas tem muita vontade de atacar tudo, então qualquer coisa má interpretada de um artista pode gerar consequências muito cruéis pra ele.

Nessa pandemia houve um grande envolvimento do Pk com o mundo dos games tendo um vídeo no canal do Kondzilla jogando uma partida de Free Fire

 

Como foi seu primeiro envolvimento com os vídeo games?

Pk: Eu gosto muito mano! Sempre joguei FIFA, Winning Eleven, BombaPatch. Gostava muito de jogar Ragnarök também, nessa pandemia fiquei com mais tempo em casa acabei me viciando em Free Fire. Saiu também o Wild Rift que é o LoL móbile. Eu sempre me amarrei nessa parada!

Qual seu jogo favorito?

Pk: Ragnarök é um dos favoritos e que eu joguei por bastante tempo!!

O que você anda escutando ultimamente?

Estou sempre vendo as novidades que estão chegando, principalmente a galera nova! Tem muito mlk brabo e também tem um que eu gostaria de apresentar que é o Jhow, tem uma música dele que chama “bailarina” que é foda, cria amassa muito!!

Um projeto que você não morre sem fazer?

Pk: Pô mano graças a deus eu estou conseguindo realizar todos meus sonhos e metas, eu gosto de fazer colaborações com galera de todos os gêneros, tenho um feat com o Belo  que é uma lenda do pagode, uma parada pagode pop rap tudo misturada ali, tenho uma música com o Bochecha que é uma lenda do funk!

Se você não fosse rapper o que seria?

Pk: Jogador de futebol pô!! Tá maluco? Joguei muito, jogava futebol e dava aula KK. Jogava futsal de quadra, pivô ou ala esquerda! Magrinho pequenininho mas era brabo! Sempre jogava com os mlk lá da rua.

O que está por vir de lançamentos?

Pk: Eu pretendo também lançar um álbum de trap esse ano ou ano que vem e vários singles que vão vir e também nesse álbum de trap estou querendo trazer varias participações boladas de outros gêneros musicais para cantar no trap!

E também gravei um feat gringo com um cara muito brabo lá da Espanha, recebi esse convite e fiquei muito feliz! Eu cantando em português e ele em espanhol.