A grande festa da música de New Orleans em São Paulo está de volta, em edição especial, no Bourbon Street Music Club, nos dias 10, 11 e 14 de novembro

A grande festa da música de New Orleans em São Paulo está de volta

Em edição especial, no Bourbon Street Music Club, nos dias 10, 11 e 14 de…

Em edição especial, no Bourbon Street Music Club, nos dias 10, 11 e 14 de novembro

Há mais de dezesseis anos, o festival, que tem em seu DNA a música de New Orleans, já trouxe a São Paulo ao longo de suas edições dezenas de artistas da cidade berço do jazz. Artistas que representam os mais variados ritmos: do traditional jazz ao moderno funk, das brassbands à música gospel das igrejas, do jazz, da soul music, do rhythm blues ao zydeco, ritmo tradicional da cultura da Louisiana. E é nesse ritmo e neste clima que São Paulo mais uma vez receberá o Bourbon Street Fest, desta vez em formato adequado ao momento que estamos vivendo, em edição reduzida, com show apenas na casa.

10/nov | Delvon Lamarr Organ Trio

(Organ Trio: Soul | Jazz)

***

11/nov | Jon Cleary

(Piano: Funk | Blues | R&B)

***

14/nov | Gary Brown

(Sax: R&B | Soul)

Delvon Lamarr Organ Trio

O icônico Organ Hammond em uma apresentação explosiva!

Delvon Lamarr Organ Trio – ou como às vezes é chamado, DLO3 – é especializado na arte perdida de “sentir boa música”. Os ingredientes deste coquetel inebriante incluem uma grande porção de estilos jazzísticos de órgão dos anos 1960 de Jimmy Smith e Baby Face Willette; uma pitada do suporte do espírito ágil de Booker T. & The MG’s e The Meters; e polvilha Motown, Stax Records, blues e guitarra cósmica ao estilo Jimi Hendrix. É uma mistura de soul jazz que vai direto ao seu coração e à sua cabeça e faz seu corpo começar a suar. Ao vivo, a química ígnea e intuitiva da banda é imparável, repleta de improvisação, composição instantânea, toques imaginativos de melodias clássicas e um catálogo de joias emocionantes que sacode o butim.

A banda conta com o organista DelvonLamarr, um músico virtuosístico autodidata, com afinação perfeita, que aprendeu jazz sozinho e é capaz de tocar uma infinidade de instrumentos sem esforço. Na guitarra está o dínamo Jimmy James, que toca guitarra no estilo Steve Cropper, tocando guitarra com rock ácido vulcânico e jazz no estilo Grant Green. De Reno, Nevada, vem o baterista Dan Weiss (também do poderoso coletivo de funk e soul The Sextones). A batida fumegante do pocket-groove de Dan completa a química explosiva do trio.

Desde seu início humilde em maio de 2015, o trio lançou dois álbuns, que entraram nas paradas da Billboard, e um 45; fez turnês nacionais e internacionais e se apresentou ao vivo no Upstream Music Festival, transmitido pela KEXP, que recebeu mais de 7 milhões de visualizações.

Jon Cleary Trio

O vibrante power trio com o verdadeiro R&B de New Orleans

Jon Cleary, músico inglês radicado em New Orleans é reconhecido como um dos grandes nomes do funk e R&B. Cleary que é multi-instrumentista, vocalista e compositor, acompanhou, como sideman, nomes como Eric Clapton, BonnieRaitt, D´angelo, Maria Muldaur e Taj Mahal. Tocando com ícones do blues como SmokeyJhonson, James Singleton e George Porter. Por dois anos tocou na banda de Walter “Wilfman” Whashington aperfeiçoando sua introdução a formas mais sofisticadas de R&B e blues, além de incorporar influências latinas em seu estilo. Toda esta estrada rendeu a Cleary, em 2016, o Grammy de melhor disco de música regional, com o álbum “Gogo Juice”.

O amor e afinidade de Jon Cleary pela música de Nova Orleans remonta à vila rural britânica de Cranbrook, Kent, onde foi criado em uma família musical. Os avós maternos de Cleary se apresentaram em Londres na década de 1940, sob os respectivos nomes artísticos Sweet Dolly Daydream e Frank Neville, The Little FellowWith The EducatedFeet – ela como cantora e ele como crooner e sapateador.

Quando adolescente, Cleary ficou cada vez mais interessado em música funk e descobriu que três dessas canções que ele particularmente admirava – “Lady Marmalade” de LaBelle, a versão de Robert Palmer de “Sneakin ‘Sally ThroughtheAlley” e a versão de Frankie Miller de “Brickyard Blues ”- foram atribuídos a Allen Toussaint como compositor, produtor ou ambos. O conhecimento de Cleary sobre o trabalho de Toussaint se expandiu significativamente quando seu tio voltou para casa no Reino Unido, após uma estada de dois anos em Nova Orleans, com uma cópia de um LP de Toussaint e duas malas cheias de R&B 45s de New Orleans.

Em 1981, Cleary voou para Nova Orleans para uma peregrinação inicial e pegou um táxi direto do aeroporto para o MapleLeaf Bar, um local histórico que apresentava pianistas ecléticos com raízes no blues, como Roosevelt Sykes e James Booker. Cleary trabalhou pela primeira vez no MapleLeaf como pintor, mas logo começou a tocar piano lá – embora seu primeiro instrumento tenha sido o violão, que ele ainda toca e reintroduziu em suas apresentações ao vivo.

Quando a notícia do crescente talento de Cleary começou a se espalhar pela cidade, ele foi contratado por lendas do R&B de Nova Orleans como SnooksEaglin, Earl “Trick Bag” King, Johnny Adams e Jessie “OohPooPah Doo” Hill, enquanto também ganhava respeito dos grandes pianistas de Crescent City, Dr. John e do falecido Allen Toussaint. Anos mais tarde, em 2012, Cleary gravou um álbum aclamado pela crítica com todas as canções de Toussaint intitulado Occapella.

Hoje, o trabalho de Cleary presta uma homenagem óbvia ao repertório de teclado clássico de Crescent City criado por ícones como JellyRollMorton, Fats Domino, Professor Longhair, Art Neville, Dr. John e James Booker – ao mesmo tempo que o usa como plataforma de lançamento para um estilo que incorpora outras influências diversas como soul e R&B dos anos 70, música gospel, funk, ritmos afro-caribenhos, afro-cubanos e muito mais.

Decidido ficar em Nova Orleans, Cleary gravou seu primeiro álbum de nove, até o momento, em 1989. Seu perfil cada vez mais elevado levou ao trabalho em turnês globais nas bandas de Taj Mahal, John Scofield, Dr. John e BonnieRaitt. Cleary liderou seu próprio grupo, o Absolute Monster Gentlemen, por mais de duas décadas, mas ele ainda colabora frequentemente com esses velhos amigos. No New Orleans Jazz &Heritage Festival 2018, por exemplo, Cleary se apresentou ao lado de Raitt em uma homenagem sincera a Fats Domino.

Gary Brown & Feelings

O grande hit do 544 Club da Bourbon St. de New Orleans

Brown, saxofonista, tocou por mais de 20 anos no 544 Club, uma das mais prestigiadas casas noturnas da Bourbon Street de New Orleans.  Seu trabalho é centrado nos vários ritmos da música negra: jazz, blues, funk, soul e rhytm& blues – passando pelo reggae e o gospel.

Ele estudou na escola de saxofonistas do lendário Edward “Kid” Jordan, seu grande mentor. Tocou com grandes nomes da música internacional como Otis Redding, Professor Longhair, Marvin Gaye, Big Joe Willians, Dr. John e The Neville Brothers. Além dos shows, tocou em álbuns de Wilson Pickett, Dionne Warwick, Joe Cocker e Bee Gees. Trabalhou também na trilha sonora do filme “Grease” e fez o show de encerramento do Heritage Jazz Festival de 2003, o maior festival de música de New Orleans, famoso pela grandiosidade e qualidade dos artistas que apresenta.

O músico aponta como suas maiores influências: John Coltrane, Gene Ammons e SonnyStitt. Nesta temporada, Gary Brown vai mostrar clássicos como “Let’sgroovetonight”, “Wonderful world”, “No woman no cry”, “Purplerain”, “Buffalo soldier”, “Myheaven”, homenagens à música brasileira que sempre gosta de apresentar em seus shows (Gilberto Gil, João Bosco e Djavan), e à sua New Orleans pós Katrina, presentes no disco, “Comin’Home”, como “Louisiana” e “Youngerdays”, além de “Walkingto New Orleans”, “Do youknowwhat it meanto miss New Orleans”, “Rainynight in New Orleans”.

Serviço:

*** É exigido o comprovante de vacinação completa para entrar na casa

Local: Bourbon Street | Rua Dos Chanés, 127 – Moema – SP

Reservas na casa: Rua dos Chanés 194 – de 3ª.f a sábado das 12h às 19h, Domingos das 12h às 17h – Sem taxa de conveniência

Fone para reservas: (11) 5095-6100

WhatsApp para reservas (somente texto): +5511 9 7060-0113

Datas:

  • 10/11/2021 – 4ª.feira – Delvon Lamarr Organ Trio

Horário: 21h

Abertura da casa: 19h

Duração: 80 minutos aproximadamente

Couvert Artístico: R$ 75,00 – 1º lote

  • 11/11/2021 – 5ª.feira – Jon Cleary Trio

Horário: 21h

Abertura da casa: 19h

Duração: 80 minutos aproximadamente

Couvert Artístico: R$ R$ 75,00 – 1º lote

  • 14/11/2021 – Domingo – Gary Brown & Feelings

Horário: 21h

Abertura da casa: 19h

Duração: 80 minutos aproximadamente

Couvert Artístico: R$ R$ 75,00 – 1º lote

Venda – Sympla

Classificação indicativa: 18 anos e 16 anos acompanhado de responsável

Capacidade: 300 pessoas

Estacionamento/ Valet: Não haverá serviço durante a pandemia

Aceita todos os cartões de débito e crédito.

Acessibilidade motora

Ar condicionado e Ventilação natural

Wi-fi – solicitar senha na casa

Homepage: http://www.bourbonstreet.com.br/