Sem deixar a identidade “pé vermelha”, TUTU se inspira nos ancestrais nordestinos para poder observar e questionar o presente

O rapper maringaense Arthur Castilho, encontra no personagem TUTU a liberdade de criação e, produzindo, afirma sua identidade “pé vermelha”, do interior do Paraná, lembrando sempre das raízes dos ancestrais nordestinos. São essas raízes que dão ao músico a capacidade de enxergar diferentes percepções e significados sobre a vida, que ele imprime no trabalho de estreia, Efeito, lançado no dia, 3 de maio.

“Eu acredito que cada artista deixa o que foi naquele momento. No show, o artista canta o que já foi. Por isso, eu acredito que TUTU é só um personagem, ao mesmo tempo que é a minha verdade, mas a verdade do que já fui”, explica o rapper.

Em 20 minutos, o disco engloba diversos assuntos contemporâneos, divididos em sete faixas. De forma poética e sem medo de brincar com os sons e significados das palavras, TUTU mostra como a ancestralidade, a política, a natureza e o urbano são, ao mesmo tempo, elementos que nos formam como ser humano.

Confira ‘Efeito’:

Faixas:

  1. Efeito
  2. O Sol na Cabeça
  3. Ser Tão Urbano
  4. Pássaro
  5. Água
  6. Abelha
  7. Jabuticaba