Red Bull Station sedia em sua galeria a mostra “OPNI ComVida: O Futuro do Rap”, com trabalhos feitos pelo coletivo OPNI

Retratando a essência do projeto “OPNI ComVida: Galeria a Céu Aberto” — executado na Zona Leste desde meados de 2009 –, a exposição “OPNI ComVida: O Futuro do Rap” fica em cartaz até o dia 11 de maio do Red Bull Station. A mostra busca juntar dois dos principais pilares da cultura urbana: o graffiti e o rap.

Com 22 anos de caminhada, o OPNI, grupo de grafiteiros originário do bairro São Matheus, na Zona Leste de São Paulo, é reconhecido no Brasil e internacionalmente pelo seu “artivismo”, que busca, por meio da arte de rua, retratar o cotidiano urbano periférico e as relações que envolvem a quebrada. Eles foram convidados para fazer intervenções sobre o tema central do Red Bull Music Pulso, que este ano discutiu o futuro do rap.

“Na construção da exposição, eu pude ver como a gente realmente vive o estilo”, conta Toddy — porta-voz do OPNI. “Tudo aconteceu dentro da maior naturalidade possível, porque é um tema que permeia nosso trabalho, quando falamos de futuro, valores a seguir e vivências”, completa.

Apresentando intervenções inéditas que mostram a evolução do rap ao longo do tempo, bem como sua influência principalmente nas periferias, os artistas do coletivo e os convidados Ise (SP), Flip (SP) e Wanatta (MG) defendem o porquê de o futuro do rap ser aqui e agora.

“O futuro do rap é continuar dialogando, compartilhando e tentando sempre se colocar no lugar do outro”, diz Toddy. “Lembrar de onde viemos e passar isso pra próxima geração.”

Realizada na Galeria Principal, a exposição “OPNI ComVida: O Futuro do Rap” tem entrada gratuita.

Serviço:

Quando? Até 11 de maio

Onde? Na Galeria Principal do Red Bull Station (Praça da Bandeira, 137)

Quanto? Entrada Gratuita.