Live marca lançamento do segundo álbum “Favela Tem Voz”, coletânea de artistas da cena rap e hip-hop da RMBH

Live marca lançamento do segundo álbum “Favela Tem Voz”

39 nomes participam do álbum Favela Tem Voz – volume 2, que busca dar visibilidade à qualidade musical e diversidade.

Nos últimos anos, a cena rap e hip-hop da RMBH têm ganhado espaço e importância nacional, seja pelo despontar de grandes talentos ou pelo reconhecimento da riqueza musical produzida na região. Contudo, com as medidas de segurança para contenção da disseminação do novo coronavírus, foram suspensos os espaços de produção e convívio desses artistas, como o Duelo de MCs ou os eventos culturais que ocorriam semanalmente em diversos bairros, limitando as possibilidades de difusão e fruição dessa arte tão importante para muitos jovens.

Diante desse contexto surgiu a proposta do álbum Favela Tem Voz, uma iniciativa do grupo 4 Elementos, formado pelos rappers Daniel CF (Daniel Dorledo), Lumg (Willian de Paula), Chock (Thiago Ferreira) e WL (Vanderlei Dias). A ideia da coletânea era abrir um espaço para escoar a produção represada durante a pandemia e, ao mesmo tempo, dar visibilidade aos trabalhos dos artistas. O primeiro volume, lançado em 2020, foi criado a partir de uma chamada aberta que, pelo volume de inscrições recebidas, fez-se necessária uma curadoria para escolher os participantes. Ao final, foi produzido um álbum com 13 faixas, custeado por uma arrecadação voluntária entre os próprios artistas e membros do Projeto 4 Elementos.

Em 2021 o projeto ganha o segundo volume, dessa vez pensado a partir da rede construída após a elaboração do primeiro álbum. Foram convidados 39 artistas, considerando representantes que espelhassem as diversas manifestações do rap e do hip hop de BH e região, além da diversidade de gênero, ou seja, sem deixar de lado as mulheres rappers.

O álbum conta com 15 faixas, sendo a primeira inédita, produzida pelo grupo 4 Elementos especialmente para a coletânea. Com tons musicais do rap e do samba, a faixa tem participação de Naldinho do Samba, os scratchs do DJ Wagner, referência no cenário do Rap Mineiro, e finalização do estúdio TU Beats. Além dela,  compõem o álbum canções dos grupos Núcleo Fantasma (Jhow MC, JB, Kriolo, Bigode), Flávia Tangrins (Flávia Tangrins, DJ Number One), Uai Sound System (Brunão Uaiss, Gordão Uaiss, Vivi Uaiss, Selecta Shom), Industrial Mcs (Fabão ZO, Hive, Vitao C’i, Japa Verde, Matheus Profeta, Pedrinho T10, Daniel Mc, Gustavo, Enzo, Cristian) e dos artistas Naldinho do Samba, Cristiano Santos, Chaiene Cristina, Felipe Saluki, W Will, FL1NT, Ciris, Manoel Gladiador, Lana Black, Nego Dê, Black W, Estevão 2ª Máfia, T.U. e Nil Veloso.

Live de lançamento e solidariedade

Para ampliar a visibilidade do projeto, serão realizadas duas lives de lançamento. A primeira ocorrerá no próximo sábado, dia 24 de abril, a partir das 15 horas, simultaneamente no Facebook e YouTube do Projeto 4 Elementos. Participam do evento os rappers Manoel Gladiador, Flavia Tangris, Ciris, Cristiano Santos, Nego Dê e Uai Sound System, divulgando as músicas presentes no álbum. Os convidados se apresentarão em horários distintos para que não se aglomerem no espaço.

Além disso, o evento visa arrecadar doações para o Comunidade Viva Sem Fome, projeto da Agência de Iniciativas Cidadãs (AIC) e Caritas Brasileira Regional Minas Gerais, que busca promover uma grande rede de voluntariado e mobilização social voltada a enfrentar a fome e promover a dignidade e a cidadania das famílias em situação de alto risco social da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Lei Aldir Blanc

O álbum Favela Tem Voz – volume 2 é um dos microprojetos selecionados pela Agência de Iniciativas Cidadãs (AIC) na execução do plano de trabalho da instituição, contemplado pelo edital de credenciamento de pontos de cultura (pessoa jurídica) da Lei Aldir Blanc, no âmbito da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (SECULT) de Minas Gerais. Sendo assim, a segunda coletânea, proposta pelo co-produtor Roberto Raimundo em parceria com o Projeto 4 Elementos, contou com apoio do Ministério do Turismo e Governo do Estado de Minas Gerais, parte das ações emergenciais para o setor cultural do país viabilizados pela Lei Aldir Blanc.

Os microprojetos visam capilarizar os recursos concedidos aos pontos de cultura, alcançando um número ainda maior de agentes envolvidos na cultura que foram impactados pela pandemia. O Favela Tem Voz – volume 2 é um grande exemplo dessa proposta, pois conseguiu unir diversos artistas fortalecendo uma rede, além de movimentar o mercado do rap ao priorizar o trabalho dos designers, gravadoras e estúdios das periferias no seu desenvolvimento.

Serviço:

Lançamento do álbum Favela Tem Voz – volume 2

Quando: 24 de abril, a partir das 15 horas

Onde: Simultaneamente nas páginas do Facebook e YouTube do Projeto 4 Elementos

Facebook: https://www.facebook.com/4Elementos-101209321621224

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UClBK9zs2A3cifan8iKDvhkA