Cantor e integrante do maior grupo de rap do país, Racionais MCs, comenta detalhes de sua trajetória e como a ideologia do rap transformou a história da música brasileira.

 

Edivaldo Pereira Alves, cantor e compositor de músicas renomadas como “Mágico de Oz” ,“Tempos Difíceis” e “Negro Drama”, conta em entrevista exclusiva sua trajetória na música, desde os tempos como DJ em bailes da periferia de São Paulo até o momento em que o hip hop entrou na sua vida e culminou na criação de um dos maiores grupos de rap do país.

A plataforma global de streaming de música e entretenimento, TIDAL, disponibiliza episódio inédito do “For the Cultura Brasil” com Edi Rock, cantor e um dos fundadores do Racionais MC’s, que desbrava novos horizontes com o lançamento de seu novo álbum solo.

Foi através dos bailes que frequentava que o artista se apaixonou pelo estilo.

“Eu conheci [o hip hop] através do break. Veio a influência geral, uma revolução. O ritmo é transformador, encanta”, diz Edi Rock.

Também foi através dos bailes que conheceu seus companheiros de grupo em sua época de DJ, firmando uma amizade que trouxe grandes ganhos para a música brasileira até os dias de hoje.

Considerado um dos maiores poetas do rap nacional, Edi Rock afirma estar contente com o cenário atual do rap, com muitos talentos e oportunidades, e mostra-se adepto a filosofia de que a música não tem fronteiras.

“A mensagem tem que ir onde tiver que ir. A gente faz música para isso, chega uma hora que ela não é mais nossa”.

[Assista “For the Cultura Brasil”]