Single traz homenagem à Marielle Franco e faz parte de novo álbum do rapper com previsão de lançamento para este ano; Local que marcou a infância de Xande, Morro do Turano (RJ), foi cenário pela primeira vez de um clipe

O rap do paulista Edi Rock se encontra com o samba do carioca Xande de Pilares em “Corre, Neguin”, lançamento da Som Livre nesta sexta-feira (22), já disponível em todas as plataformas digitais.

O single faz parte do novo álbum de Edi Rock previsto para este ano, com fortes apostas em parcerias de diferentes estilos musicais.

“Corre, neguin/ Corre/ Vê se não morre/ Antes do amanhã/ Corre, neguin/ Corre/ Na mira do revólver/ Não tem talismã”, diz a letra da parceria, que resultou em um clipe, pela primeira vez gravado no Morro do Turano, no Rio de Janeiro.

O vídeo retrata as fases da vida de um menino da comunidade correndo atrás de seu lugar ao sol, com produção da Usina e direção de Rafael Sousa.

Edi Rock explica que o trecho no morro dos aflitos cai um beijaflor é uma homenagem à ex-vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco, assassinada em março de 2018:

Comecei a compor essa músicalogo após o assassinato de Marielle. Tentei passar uma mensagem de esperança para quem estiverouvindo, estamos vivendo um momento complexo, de incertezas, covardias, violência, tragédias, racismoatrocidades. Sempre tento dar a minha parcela de contribuição através da música, acho q esse é o meu ativismo!”.

Sobre a parceria com Xande de Pilares, Edi conta que no momento que o conheceu pessoalmente sentiu que possuíam a mesma sintonia e que um feat acabaria rolando um dia:

“Sou fã do Xande e o que ele canta me inspira. O samba é raiz e faz parte da minha vida, da minha infância e adolescência. Minha mãe ouvia Clara Nunes, Beth Carvalho e Martinho da Vila fazendo faxina em casa, então tá no sangue”. 

Para Xande, a união com Edi foi uma grata surpresa:

“Fiquei muito feliz mesmo quando soube da oportunidade desta parceria. Eu já era muito fã do Edi Rock, assim como do Mano Brown e de toda a rapaziada do Racionais. E eu sempre gostei muito de rap, aquela coisa de correr junto, de improvisar, de lutar pelo menos favorecidos e falar de problemas sociaisEstou apaixonado pela melodia e por essa parceria”.

Xande reforça que a mensagem principal da música é sobre não desistir de seus sonhos.

“Eu e o Edi passamos pelo ‘corre’ que o menino do clipe passa, a gente cresceu nessa realidade, fomos criados onde o bem e o mal caminham juntos. É aquilo, se ele acreditar no talento dele, poderá chegar a um objetivo. Queremos que todos esses meninos do nosso país usem essa mensagem como exemplo, que quando a gente investe no futuro a gente ganha muito mais. Serve pra quem é grande e quem é pequeno. Não adianta ganha muito de uma vez só, é melhor ganhar pouco e sempre. Como será o amanhã a agente não sabe, mas a gente pode sonhar”, declara.

Segundo Edi, a locação do clipe não poderia ter sido melhor e foi um dia de muitas emoções:

“Gravar no Turano foi melhor ainda para esta experiência, pois foi onde Xande cresceu no Rio de Janeiro e no clipe a história do menino se assemelha muito a dele. Foi um dia abençoado, sempre aparecia um tio ou uma tia da comunidade contando lembranças sobre a infância do Xande e ele ficou muito emocionado com tudo isso, o olho dele brilhava e também foi emocionante pra mim”. 

Xande afirma que foi uma experiência única gravar no local em que cresceu:

“Eu tenho muito orgulho da minha história, era no Turano que eu sonhava com tudo o que está acontecendo hoje na minha vida. Ainda tenho objetivos para conquistar, mas eu continuo sendo aquele menino sonhador que morava no morro”.

Edi Rock prepara para este ano um novo álbum repleto de parcerias, apostando também em nomes da jovem geração, como em “Sonhos em Construção”, single com participação de Simone Brown.

O rapper assina a composição ao lado de Don Pixote e narra em forma de versos algumas lembranças da sua trajetória. Já “De Onde Eu Venho”, em parceria com MC Pedrinho, mistura rap e funk e traz a origem do povo negro como tema, marcando a nova fase do artista.

Um dos grandes nomes do rap no Brasil e um dos integrantes fundadores do Racionais MC’s, Edi Rock já lançou dois álbuns solo – “Rapaz Comum II” (1999) e “Contra Nós Ninguém Será” (2013). Entre os singles lançados, destaca-se a parceria com Seu Jorge em “That’s My Way”.​

Veja “Corre, Neguin”: