“Amor ao ódio” retrata uma comparativa dos tempos passados ao atual

Dree-K lançou o videoclipe “Amor ao Ódio” para retratar sobre a homofobia, a produção musical ficou por conta da LP Estúdio.

Adryelly Barbosa começou sua história no Rap Nacional em 2004 acompanhando algumas Batalhas de MCs que ocorriam no Skate Park do Recanto das Emas, periferia do Distrito Federal.

Nas batalhas vinha percebendo que não se sentia mais a vontade de participar delas devido ao excessivo conteúdo machista, bullying, ataques de ódio e rimas sem conteúdo. Aos 15 anos começou a compor suas letras abordando diversos temas vivenciados no seu dia a dia dentro de casa e nas ruas de sua cidade.

Suas letras ecoam como um grito de revolta a um sistema fadado ao fracasso com sua imensa falta de comprometimento com a educação em instituições públicas, intolerância e desigualdade com olhos críticos à realidade da favela que a mídia não mostra.

Aos 18 anos se envolve cada vez mais com a literatura marginal brasileira e com a frustrada realidade pelas ruas de Brasília, passando através de sua música uma visão disciplinada do “Certo pelo Certo”.

A partir de 2017 aos 23 anos Adryelly então renasce como “DREE-K” cada vez mais forte em prol de evoluir, para desconstruir todos os conceitos de invisibilidade com o sexo feminino e promover o empoderamento feminino através de músicas com conteúdo forte  e consciente.

Veja “Amor ao ódio”: