No melhor estilo “as pessoas veem as pingas que eu tomo, mas não, os tombos que eu levo”, os artistas discutem em rimas, rap e funk o julgamento da sociedade

As rimas do rap ganham espaço no novo single do produtor, cantor, multi-instrumentista, Delano. Em parceria com DJONGA, uma das maiores revelações do rap nacional, e MC Hariel, conhecido por transitar entre o funk e o rap, o artista divulga “Deus e Família”, uma música que, de maneira descontraída, fala dos julgamentos da sociedade para aqueles que ostentam as alegrias da vida e o quanto isso não importa, já que o único julgamento permitido é o de Deus.

“A música começou com o instrumental, queria um timbre de guitarra e encontrei um perfeito. Fiz então, a guitarra, o baixo, o beat e os efeitos e, no total, em 40 minutos já tinha feito o instrumental todo. Mais 15 minutos e a música ficou pronta. A princípio, a música seria só comigo, mas, resolvi convidar o DJONGA, que tem um trabalho que eu gosto muito, ele é de BH também, e a forma como ele coloca rima na música sempre chamou a minha atenção. Em seguida, convidamos o Hariel. Uma música que era para ter um minuto, ficou com quase quatro minutos e meio (risos)”, comenta Delano sobre o lançamento.

Os beats que têm tudo para ficar na cabeça vêm acompanhados de um videoclipe inédito. Ambientado em uma comunidade, o registro coloca uma lupa nos costumes e ações comuns da vida no morro. Dirigido pela Cipó Filmes, o clipe não deixa de fora o cotidiano, do moto táxi à pelada e à roda de truco.

Sobre Delano:

Natural de Belo Horizonte, Delano Axel Silva Amaral cresceu em uma família de músicos. Aos 9 anos, começou a tocar cavaquinho na banda de baile de sua mãe, Som de Vinil. Aos 11, ingressou na escola de samba Cidade Jardim e fez apresentações ao lado de Fabinho do Terreiro e Dudu Nicácio, o que o levou a fazer parte também de uma banda de pagode.

Mas foi no funk que Delano ganhou visibilidade nacional. Em janeiro de 2014, Delano lançou “um funk de bobeira e o negócio andou”, como ele mesmo diz. Era o “Baile Da Central PARTE1”, ganhando posteriormente também a parte 2. Este funk é uma homenagem ao evento realizado no Morro das Pedras, na sua cidade natal.

Depois escreveu mais dois funks em referência a outra festa, desta vez no Morro do Papagaio, sendo elas “Baile Dos Ratos” e “Baile da Trancredo”. Os funks, com letras eróticas e ousadas, rodaram pelos bailes das comunidades de BH e Delano começou a se apresentar pela região.

Em 2015, apostando de vez no funk, Delano lançou o “Na Ponta Ela Fica”, hit que conquistou o Brasil e ganhou um videoclipe produzido pelo Canla KondZilla. O clipe alcançou mais de 27 milhões de visualizações em menos cinco meses.

Confira “Deus e Família”: