Realizado pela primeira vez em 2012, o Duelo de MCs nacional se tornou um marco do Rap Nacional. Nas duas primeiras edições, em 2012 e 2013, venceu o mineiro Douglas Din. Em 2014, o título foi o MC Larício Gonzaga, de Lauro de Freitas, na Bahia. No ano seguinte, a conquista foi para o Rio de Janeiro, naquele histórico dia o MC Orochi foi campeão.  De Brasília, Mc Sid foi quem venceu em 2016. Cesar Mc venceu em 2017  arrastou o troféu direto para o Espírito Santo. E em 2019 o Mato Grosso do Sul viu seu filho, o MC Miliano, levar o título.

A edição de 2019, que ocorreu no útimo fim de semana, pegou fogo com o maior público da história do evento. Embalados pela multidão os Mc’s se degladiaram em rimas que arrancavam gritos do público. Na primeira semifinal, Noventa (ES) superou Lauro (PR). Na segunda, Charles (CE) derrotou Hate (DF). E teve início então a grande final do Duelo de MCs Nacional 2019.

Noventa versus Charles foi simplesmente uma das finais mais à flor da pele que o Hip Hop brasileiro já ofereceu. Muita qualidade. Muita torcida dos dois lados e um gargarejo de expectadores formado por Djonga, Rapadura, Hot e Oreia, grandes nomes do rap nacional. Uma disputa que incendiou o público envolvendo temas como racismo, as regiões brasileiras, a política do país, o papel do hip hop na sociedade, religião, cultura popular e tudo mais que se pode imaginar. Obviamente, a guerra se estendeu para o “terceiro” com muito “sangue”.

Após o final da batida, era impossível o Mestre de Cerimônia Douglas Din apurar o voto da plateia. Nem as manifestações de barulho nem as mãos para o alto conseguiam desempatar. A plateia, na verdade, queria era um quarto round. Após a avaliação cuidadosa dos jurados, os seus votos foram para o cearense de Juazeiro do Norte, que tornou-se o grande vencedor da rima improvisada brasileira. Com choro pelas faces e a bandeira do seu estado amarrada ao pescoço, ele agradeceu ao público durante o freestyle do campeão e também recebeu homenagem do vice, no microfone, e o abraço de todos os outros 14 participantes na descida do palco.

Charles é o novo dono da taça.

O Ceará e o nordeste estão no topo e o duelo de MCs se tornou um marco do hip-hop brasileiro.

Com informações do Família de Rua