A dupla saúda 2019 homenageando o repertório do mestre Dorival Caymmi nos dias 04, 05 e 06 de Janeiro

 BNegão e o violonista Bernardo Bosisio começam o ano de 2019 saudando a imensidão do mar, evocando Iemanjá e celebrando a obra do baiano Dorival Caymmi.

Nos dias 04, 05 e 06 de janeiro, o Sesc Ipiranga recebe um show que será um verdadeiro banho de força para começar o ano: as Canções Praieiras.

Desenvolvido inicialmente como trilha-sonora para um espetáculo teatral de uma companhia russa, esse repertório compôs um marco fundamental da música brasileira: o primeiro disco gravado/registrado pelo, então, iniciante e semi-desconhecido Dorival Caymmi.

Força, violência e beleza. O mar, o vento, Iemanjá. Vida e morte. Os jangadeiros. Os pescadores. Um universo singular que nos foi apresentado de forma absolutamente fantástica por essa entidade máxima dos sons produzidos em nosso país.

Impactado de forma decisiva pela audição desta obra (não de Canções Praieiras, de 1954, mas de “Caymmi e Seu Violão”, de 1959), o jovem Bernardo Santos foi mais um dos que tiveram sua vida afetada por estas misteriosas canções.

Nascido e criado e Santa Teresa (no centro boêmio do Rio de Janeiro), ao longo de sua caminhada adotou o codinome “BNegão” e com ele viajou o mundo inteiro defendendo suas músicas e ideias (seja com o Planet Hemp ou com os Seletores de Frequência). Mas tudo isso sem nunca esquecer daquele disco que mexeu tanto com o seu universo sonoro e imagético.

Agora, junto com o violonista Bernardo Bosisio (que já acompanhou nomes como Paulo Moura, Márcio Montarroyos, Ed Motta e Virgínia Rodrigues, entre outros), ele traz para o palco do teatro do Sesc Pompeia, essa aventura (a sua primeira nesse formato): “BNegão canta Dorival Caymmi”. Voz e violão, apenas.

“Entre “O Mar”, “A Lenda do Abaeté”, “É Doce Morrer no Mar” (desse lendário álbum), “Noite de Temporal”, “O Vento” e “Promessa de Pescador” (de “Caymmi e Seu Violão”), este espetáculo minimalista conta com todas as canções do universo de Dorival Caymmi, inspiradas nesse encontro dos jangadeiros com o mar e seus mistérios”, conta Bernardo Santos a.k.a. BNegão.

Serviço:

Quando: 04, 05 e 06 de janeiro de 2019
Horários: Sexta e Sábado, às 21h. Domingo às 18h
Local: Teatro (200 lugares)
Duração: 60 minutos | Classificação: 12 anos

Ingressos