O rapper Biorki apresenta hoje o EP “Músicas que Estavam na Gaveta”

[Ouça e baixe aqui]

O projeto conta com três faixas inéditas, “Hey bacana”, “Mais uma pedra”, além do single “Palavra é lâmpada quando eu tô escuro”, composta pelo artista e Marcel de Fraga. A faixa também ganha hoje um videoclipe, filmado na casa de Biorki, na zona oeste do Rio de Janeiro, durante o período de afastamento social.

O rapper comentou sobre a criação do novo single e do clipe:

“Essa música é uma reflexão pessoal. Achei que fazer o vídeo em casa traria essa ideia íntima de que a música fala. A mensagem que busco passar é que todos nós temos os dias difíceis, dias que estamos escuros, com dúvidas, medo etc. Mas que isso tudo é passageiro e amanhã é outro dia”, disse Biorki.

No dia 10 de março, o rapper apresentou a canção “Céu”, seu segundo single pela Universal Music Christian Group. A faixa conta com a participação do também rapper Kivitz, que divide com Biorki a autoria da música, que traz ainda com os beats de Rato Reverso.

Na mesma data, o artista também fez o lançamento do videoclipe, dirigido por Erick Garcia, que traz em seu roteiro a temática sobre pessoas de orientação LGBTQI+. O clipe foi gravado em locações nas cidades de São Bernardo do Campo e Santo André, no ABC paulista.

[Assista ao clipe aqui]