Mais um dia 8 de Março, data que marca o Dia Internacional da Mulher, vem aí, e apesar de tantas transformações na sociedade ainda há muito o que mudar e avançar em relação à equidade de gêneros. Assim como nos mais diversos segmentos profissionais, a mulher ainda encontra dificuldades no mercado da música, seja por discriminação, assédio ou por salários mais baixos – ou, infelizmente, com tudo isso junto.

Uma recente pesquisa do Data SIM (Semana Internacional da Música), que reúne dados e informações sobre o mercado musical brasileiro, constatou que 84% das mulheres brasileiras ligadas ao setor já foram discriminadas no ambiente de trabalho. Apesar desse número alarmante, cada vez mais o mercado da música é tomado por competentes profissionais mostrando que não existe nenhum ambiente que não seja lugar de mulher!

Para celebrar o Mês da Mulher, confira cinco videoclipes nacionais comandados por diretoras e que são puro poder e mensagem!

1) “Lalá”, Karol Conká

Um clássico contemporâneo brasileiro que traz a mensagem de libertação sexual feminina, o videoclipe da música “Lalá”, interpretada pela cantora Karol Conká, tem mais de 8 milhões de visualizações no Youtube e é dirigido pela dupla Camila Cornelsen e Vera Egito.

Assista:

2) “Sound De Vila”, Laylah Arruda

O clipe da música “Sound De Vila”, interpretada pela cantora paulistana Laylah Arruda, é pura celebração à cultura de rua. O filme é dirigido por Gabi Jacob, que faturou o Prêmio de Melhor Diretora de Videoclipe pelo WME Awards 2019.

Assista:

3) “Carne”, Vivian Kuczysnki

A canção “Carne” integra o álbum de estreia da artista Vivian Kuczynski, Ictus. Delicado e sensível, o vídeo teve direção de Maria Eduarda, e contou apenas com profissionais mulheres na equipe envolvida na produção e gravação.

Assista:

4) “Autocontrole”, Continue Rock

A banda de rock Continue, liderada pela vocalista Natália Cauene, lançou no último dia 18 de fevereiro o single “Autocontrole”, acompanhado de um videoclipe dirigido pela própria Natália e que convoca todas as mulheres a lutarem pelos seus direitos e ideais.

Assista:

5) “Oração”, Linn da Quebrada

Dirigido por Sabrina Duarte, o videoclipe “Oração” tem um simbolismo especial e forte de resistência contra o preconceito. Conforme a cantora Linn da Quebrada contou em uma entrevista, ela e a equipe foram ameaçados pela polícia para deixar o local da gravação, mesmo tendo em mãos todas as autorizações necessárias. Foi preciso que um advogado especializado em Direitos Humanos interviesse para que a equipe conseguisse finalizar o filme.

Assista: