Ficha Técnica
Música: Quem não sabe o que quer não faz.
Letra: Artigo – Participação Refrão: Wilk Ottoni Azambuja
Beat: TH – Produção: Diego Da Silva Coelho
Imagem de Divulgação: Scooby Mc

Estou lançando meu primeiro web vídeo, da música nova “Quem não sabe o que quer não faz”. A música fala sobre minha determinação em querer algo, eu sei o que eu quero e automaticamente eu sei o que eu faço, eu queria lançar minha Mixtape e eu a lancei! Quem não sabe o que quer, não faz nada, então fica a lição de vida, saiba sempre o que você quer para saber o que está fazendo.

O vídeo praticamente resume parte do processo que eu passei para finalizar minha Mixtape Libertação e alguns shows ao longo da minha carreira.

Tá rolando um sorteio maneiro, quando atigirmos 500 compartilhamentos do link:https://www.facebook.com/mcartigo/posts/305589879526996 , sortearemos 5 Mixtapes Libertação e um Beat do meu mano TH, produtor do som “Quem não sabe o que quer não faz” e da faixa “Tá de tôca?”

Biografia

Nascido em Osasco, Município de São Paulo, Ramon Maia do Santos mais conhecido como “Artigo”, cresceu em Pirituba – Zona Oeste de São Paulo, teve seu primeiro contato com rap em 1999 quando tinha 11 anos. A primeira música que ouviu e o influenciou muito no RAP, foi o som “Todos São Manos”, do grupo RZO (Rapaziada da Zona Oeste).

O vulgo Artigo, vem de Artigo 5º da constituição federal (Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade), pois quando mais novo Artigo participava de uma crew de grafiteiros denominada Artigo 5, a qual abandonou-a em 2005.

Após a morte de seu ídolo Mauro Mateus do Santos “Sabotage” (13 de abril de 1973 — 24 de janeiro de 2003), resolveu dar continuidade ao trabalho que o Maestro do Canão iniciou e a partir dai começou a compor algumas letras e no final de 2004 a gravá-las. A internet no Brasil em 2003~2004 não era tão acessível (barata) quanto hoje, não havia YouTube ou tutorial sobre softwares de produção. Em 2004 Artigo conheceu Tiago Sabino “Projota” em um Chat de Rap e em seguida se encontram na galeria Olido, em um antigo evento chamado “Central Acústica”, a qual o Microfone era aberto para os MC’s rimarem com a banda Central Acústica.

Artigo e Projota então começaram a estudar as possibilidades de produção, criação de batidas, mixagem, masterização e viram que era possível iniciar um trabalho independente, mesmo tendo recursos tão limitados para a época, logo em seguida ele conheceu o Mc Rashid, amigo de infância do Projota, então formaram um grupo.

2003 – Após a morte do seu Ídolo Sabotage, Artigo se sentiu obrigado a continuar o trabalho de sua maior influência.

2004 – Artigo grava sua primeira música juntamente com o Mc Projota.

2005 – Artigo conheceu o Rashid e juntamente com o Projota formaram um grupo, a qual Artigo fez sua primeira apresentação e aprendeu muito com ambos.

2006 – Batalhou inúmeras vezes na Batalha do Santa Cruz, organizada pela Afrika Kidz Crew, crew que o Artigou participou durante um tempo mas saiu.

2007 – O grupo com o Rashid e Projota deixara de existir.

2009 – Artigo montou um Homestudio, aonde Projota gravou as vozes do seu primeiro EP “Carta aos Meus”, depois juntaram os equipamentos e formaram o 3Fs “Foco, Força e Fé”.

2010 – Artigo lança 350 cópias de um cd promo com 4 faixas.

2011 – Artigo anúncia o seu primeiro EP, de nome “Libertação”, previsto para Abril/11, porém Artigo sofreu um acidente e teve que adiar o lançamento e ficar afastado do Rap.

2012 – Artigo lança sua Mixtape Libertação:

A Mixtape Libertação era para ser lançada em Abril/2011, porém o MC Artigo sofreu um acidente, a qual o afastou 10 meses dos palcos, estúdio e conseqüentemente das ruas.

Em Novembro de 2011, Artigo entrou em contato com o Produtor Diego Coelho – CAD Produções, a qual reiniciaram o projeto da Mixtape Libertação.