Banzé é um rapper que coloca o dedo na ferida e não deixa a luta de lado.

Com muita sede por mostrar a realidade por trás da falsa ideia de igualdade racial nos dias atuais, seu segundo single vem para trazer a reflexão sobre o tema, o som traz a sensação de precisar falar sobre o assunto, com seriedade e firmeza.

O rapper de Campinas, cidade de tanta importância para o rap no Brasil, coloca suas ideias pesadamente precisas sobre o problema social. O grande aspecto sombrio do lírico se mistura com um beat rítmico, tornando o som reflexivo e ao mesmo tempo não deixando ninguém parado. Grande destaque ao feat. de Erickson MC, da Imaginária Beats, depois de ouvir a primeira vez o lírico feito pelo convidado, a reação é única, se arrepiar e sentir que o racista realmente tomou uma surra dos versos. O empoderamento negro é extremamente colocado em cada palavra e se destaca pela riqueza das rimas.

Com a produção de Jedi (GriotRecords), o som é um lançamento de peso ao rap nacional, e principalmente coloca Campinas, mais uma vez, no cenário de jóias da música negra.

[youtube]