Músico aposta em poesia e imagens em tom retrô para questionar os rumos da cultura

“Com tanta tecnologia, sentimento serve pra quê?”, com esse questionamento, Slim Rimografia lança nesta terça-feira (24) o videoclipe “1970”, onde questiona os rumos do hip-hop, a pasteurização do rap, e se pergunta como ser livre se o mundo ainda tem fome, mas afirma, convicto: o hip-hop ainda vive.

Sempre poético, o músico traz na letra vários temas que detalham o passado e os tempos modernos da cultura hip-hop, do que ele era quando surgiu, ao que se tornou e quais são os benefícios que a cultura ganhou com o passar do tempo.

“Muitos acham que a nossa essência está morta, mas ela está viva e se renova. A letra pega bastante nisso. Vive como se não tivesse morrido, morre como se não tivesse vivido. O hip-hop tem essa frase que destaca. Para alguns ele está morto, para alguns ele nunca existiu, mas na verdade ele está vivo. Ele vai renascendo de geração em geração”, define Slim Rimografia. Produzido pela Make Movie com direção de Saulo White e fotografia de Gabriel Casagrande o videoclipe expressa, já na coloração retro, o sentimento de introspecção que o artista quis passar com a letra e a canção, bem como com a locação escolhida: a Casa Amarela, uma ocupação na Consolação.

“Pensamos este local porque ele mostra o conflito existente na própria letra, que é estar sozinho e se sentir abandonado, em dilema com suas próprias convicções. Eu queria passar a importância de manter o hip-hop vivo, mostrar que temos conflitos, mas que podemos lutar e seguir em frente. É mais um vídeo de desabafo, para expressar o meu sentimento”, comentou o músico.

A única participação do vídeo é a do garoto Keké, que aparece dançando popping. Ele foi escolhido por Slim Rimografia após uma festa no bairro do Grajaú, na zona Sul de São Paulo (SP). “Quando eu o vi dançando, percebi que ele representa bastante essa nova vida, essa fase que se renova na nossa cultura e quis trazê-lo para o trabalho”, completou. Após este lançamento, Slim Rimografia deve colocar nas ruas, ainda neste semestre, um novo clipe com a participação do músico Rael. Em seguida, deve lançar seu novo EP, que marcará uma nova fase.

Produtora: Make Movie
Direção: Saulo White
Direção de Fotografia: Gabriel Casagrande
Produção: Camila Cleto / Karol Esparza / Gustavo Pereira
Assistentes: César Corrente / Renato Leme