Disco será lançado ainda este ano, quando o grupo completa 15 anos de trajetória

Aos poucos o Inquérito tem revelado o processo de gravação e quais são as participações do novo disco, que será lançado ainda em 2014, quando o grupo completa 15 anos de existência. O título do álbum, “Corpo e Alma”, foi extraído da canção de mesmo nome, gravada com o rapper Emicida, e surgiu no estúdio durante as gravações.

“Estes 15 anos significam três faculdades, duas décadas e meia, 15 anos luz, debutante, metade da minha existência no planeta fazendo isso, vivendo o Inquérito, me doando para isso tudo de Corpo e Alma”, comenta Renan Inquérito, vocalista e líder da banca, ao referir-se sobre o trabalho que vem sendo lapidado desde o final do último ano e  que pela primeira vez traz a assinatura de vários produtores.

Um beat é assinado pelo próprio integrante do grupo, Pop Black (Black Beats), outro por Marcelo Guerche, que foi produtor do álbum Mudança, tem também uma batida do pessoal da Quilombo Louco Beats, de Teresina (PI), dois beats do Damien Seth do RJ, e o restante ficou por conta do Dj Duh (Groove Art´s), que  também dirigiu toda a parte musical do disco.

“A poesia continua e marca esse disco, além da musicalidade, que também vem bem marcante, isso tudo sem perder o peso, é claro. Pela primeira vez trabalhamos com mais de um produtor e isso já mudou bastante a cara do CD”, acrescenta Renan.

Participações
Entre as participações, a primeira anunciada foi a do  Emicida, que segundo o próprio Renan é um dos maiores entusiastas do álbum. “Foi a partir de uma conversa com ele que a ideia do disco surgiu, então ele está participando de tudo que tem rolado e tem sido um grande parceiro, não só na parte musical”.

Outra participação já gravada foi com a cantora Ellen Oléria, de Brasília (DF), vencedora do programa ‘The Voice’. “Há tempos eu admiro o trabalho da Ellen, sempre quis gravar com ela e quando convidamos e ela aceitou, nem acreditei. Fiquei feliz demais e a música ficou linda, ela trouxe um grande astral pro estúdio, foi muito bom gravar com ela”, comentou.

O prazer de entrar em estúdio

De acordo com o Inquérito, estar em estúdio é mágico. Tanto pela troca de energia com as participações especiais, como pelos momentos vividos entre os integrantes do grupo. “São momentos de pura emoção, ver a música tomando forma. Eu fico tenso, até, preocupado com os detalhes, com a qualidade, mas depois quando ouço tudo pronto, consigo relaxar”, brinca.

Encontrar a música exata para a letra ou vice-versa também é algo que o grupo aprecia. “Quando rola esse ‘casamento’ entre letra e música, eu sinto que realmente conseguimos nosso objetivo, de passar a mensagem, mas, sobretudo fazer música com isso”, finaliza Renan.

O disco ainda trará outras participações de Rael, Roberta Estrela D’alva e Natiruts. A previsão é de que o nos próximos meses um single seja liberado.