Victor Leonardo Lins, mais conhecido como Mobb, nos concedeu uma maravilhosa entrevista há pouco tempo (clique aqui para ler) onde nos contou um pouco sobre sua carreira e planos.  Na ocoasião ele declarou:

“… esse ano espero que não faltem trabalhos de qualidade pra elevar o nível como diz Diomedes, e que o regionalismo não seja barreira pra cultura hip-hop…”.

Pouco tempo passou e saiu a track “Inimigos” do Haikaiss da qual Mobb resolveu não deixar passar em branco. A a faixa “Inimigos_Friends”, que seria lançada por meio de um vídeo no quadro “Tudo Clone”,  da Ol’ Darth Bástarde (ODB), o qual Mobb faria parte vazou e após o isso os moderadores da ODB se pronunciaram afirmando que foi decidido em comum acordo que a faixa seria descartada devido a algumas divergências. A proposta original era usar um beat de Sabotage e dar outra roupagem, porém, a primeira versão foi feita com o beat da música “Inimigos”, do Haikaiss. A faixa descartada para o projeto vazou e Sly e Mazili, que haviam refeito o beat usado em “Inimigos”, decidiram upar e soltar.

Carregada de metáforas, critica a xenofobia e pouca zoeira, Mobb conseguiu em menos de dois minutos fazer algo bem lúdico, sincero e racional, a ponto de mexer com a cabeça de quem ouvir. A primeira se dá ao nome da música: “Inimigos_Friends”,  a segunda é “Starboy”, que ele flexionou o termo para “failing boys” e como a música “Starboy” é do The Weeknd, ele acrescentou o “covers The Weeknd”.

Já nas primeiras linhas da track ele chega com uma pedrada: “Vocês se acham donos do campo, porém, nós jogamos mais”. Possivelmente uma alusão ao fato do Rap anteriormente ter certa concentração na região Sudeste, mas justamente pelo crescimento do Rap Nordestino, e também após a explosão de Sulícidio, os caras daqui passaram a jogar ainda mais e por cada vez mais em prática a sacada que já tinham.

Em Inimigos, nas linhas de Spinardi ele solta: “Tu já percebeu que aqui se corta o axé”, em resposta, Mobb diz: “O que corta no axé é o machado de Xangô, de boca, eu já sei, todo mundo matou. Beirando Teto no plano mais alto, Para quem tem o espírito elevado, todo teto é baixo”. Nos itans (histórias) africanos, Xangô, Rei de Oyó, é o Orisà que faz justiça, com o seu machado separa o certo do errado e o errado do certo, sendo sempre pelo justo. Logo, entende-se o motivo de ter sido citado por Mobb. Além disso, ele traz também a referência ao Beirando Teto, de Davi Nadier, que possui letras com diversas metáforas e é necessário ouvir bem atento para captar a mensagem que Davizera quer passar.

Dá o play que vale a pena!

Download:  https://www.sendspace.com/file/xv1laa

Letra:  https://genius.com/Mobb-ddh-inimigos-lyrics