Músico homenageia matriarcas negras em rap sobre religião e herança ancestral

Inspirado na história de Mametu Rocecajo de Nkosi Mukumbe – sua avó – Hadisui dá vida ao primeiro single de seu álbum.

A construção deste rap passeia por lugares distintos, entre referências da cultura bantu, beats eletrônicos, detalhada construção melódica e harmônica e letra que valoriza fé e ancestralidade.

“A Filha de Nkosi” que significa o Leão Sagrado e o Guerreiro da Justiça, é também sobre família e uma homenagem às matriarcas negras, que guiam vidas com amor e coragem, resistindo ao tempo e dificuldades existentes num país onde ainda há espaço para racismo e intolerância religiosa.

A música também ganhou videoclipe simplista gravado na Travessia Funicular, serra do mar que liga Paranapiacaba a Cubatão.

[youtube]