Shows de Kamau, Flora Matos e Rincon Sapiência, batalhas de MCs e bate-papos integrarão encontro, que será realizado no dia 25 de novembro, a partir do meio-dia, no Memorial da América Latina

No dia 25 de novembro, sábado, a partir do meio-dia, a cultura Hip Hop domina o Memorial da América Latina com programação gratuita e para todos os públicos. Realizada pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a 11ª edição do Encontro Paulista de Hip Hop oferece bate-papos, shows, exposição de cultura low rider, oficinas de leitura, rodas de conversa e atrações infantis. 

 Com o tema Gênesis – Antes do Hip Hop e depois do Hip Hop, o Encontro irá discutir a transformação trazida por esta cultura, sua influência na moda, na discussão política, e sua importância para o empoderamento da juventude da periferia. “O tema deste ano resgata os alicerces da resistência negra e o surgimento do Hip Hop como a força desse movimento. Todos os elementos desta cultura – a música, a literatura marginal, a moda – a colocam como uma força criativa e criadora da juventude”, explica Márcio Santos, Assessor Especial de Projetos para Hip Hop da Secretaria da Cultura. “O Encontro é uma oportunidade única para pessoas de todas idades e bairros da capital se unirem e trocarem experiências”, finaliza Santos.

 O bate-papo de abertura do evento começa às 12h15 e contará com as participações de Kamau, Nina Fideles (jornalista/produtora cultural de Hip Hop), Márcio Macedo (pesquisador da Fundação Getúlio Vargas), Difunção (rapper/Coletivo 011) e Renato Magú (coordenador da Casa do Hip Hop de Bauru), com mediação do MC Who. Eles falarão sobre as mudanças trazidas pelo Hip Hop na sociedade e como sua criação e difusão gerou um novo estilo de vida, protagonizado pela juventude. Às 16h00, será realizado o segundo bate-papo do evento, com o tema “Moda – O Olhar da Identidade” e participação de Dalama, Jeferson (Tipse), Júlia Costa e Susy Dol Ingrid.

 Os shows da noite serão iniciados por Kamau, às 18h30, rapper, compositor, beatmaker e skatista referência na cena brasileira de Hip Hop. Logo depois, a brasiliense Flora Matos sobe ao palco, resgatando músicas de sua primeira mixtape, “Flora Matos vs Stereodubs” e trazendo repertório de seu novo álbum, “Eletrocardiograma”, lançado em setembro. Rincon Sapiência fecha a programação com um show que trará faixas conhecidas do público, como “Ponta de Lança (Verso Livre)”, “Ostentação à Pobreza” e “A Coisa Tá Preta”. O rapper, já com 17 anos de carreira, lançou seu primeiro álbum, “Galanga Livre”, em maio deste ano, com influências da musicalidade da Mauritânia e do Senegal, além da MPB e literatura de cordel.

 O Encontro terá também atividades voltadas para crianças, no Espaço Erê, das 13h00 às 15h00, com oficina de Breaking e sessão de contação de história com A Cia. Nzila Ngonda. Já o Espaço Omi será voltado à literatura, com participação de livrarias especializadas como a Suburbano Convicto e InaLivros, além de roda de conversa com autores e lançamento de livros.

 Mais informações estão disponíveis no site da Secretaria da Cultura do Estado (www.cultura.sp.gov.br) ou no Facebook do Encontro Paulista de Hip Hop (/encontropaulistadehiphop).

11º Encontro Paulista de Hip Hop – “Gênesis – Antes do Hip Hop e depois do Hip Hop”

Data: 25 de novembro (sábado)

Horário: Das 12h00 às 22h00

Local: Memorial da América Latina – Praça Cívica

Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – ao lado da estação de Metrô Barra Funda

Entrada gratuita