Trabalho universitário retrata o cotidiano do duelo de MC’s que acontece em São Paulo

A tradicional batalha de rimas de improviso que acontece a seis anos na saída da estação Santa Cruz do metrô de São Paulo, teve sua história documentada em 2011 por estudantes do 6º semestre do curso de jornalismo da Universidade Metodista* de São Paulo.

Com depoimentos dos organizadores e freqüentadores, o trabalho intitulado “Tem que ter swing – 5 anos da Batalha do Santa Cruz” conta com curiosidades e histórias dos cinco anos da batalha que revelou importantes nomes da nova safra do rap nacional entre eles Emicida, Rashid e Projota, e resiste a cinco anos como um importante ponto de disseminação da cultura Hip Hop.

Seguem links das duas partes do documentário:

Parte I

Parte II

Ficha Técnica:
Tem que ter swing – 5 anos da batalha do Santa Cruz

Direção: Bruno Cassucci e João Guilherme
Roteiro: Eduardo Bentivoglio e Guilherme Frigatto
Imagens: Rafael Mandelli e Gabriel Amorim
Edição: Fernanda Médici e Fernando Carrati
Produção: Danilo Martins, Fabíola Ribeiro e Kelisson RodriguesAno: 2011

Sugestão de pauta:
Fabiola Ribeiro