FBI é um louco do tipo raro, ex-morador de rua, que vive em São Paulo.

Através de suas canções demonstra tudo o que aprendeu com os livros e com a vivencia dos trechos por onde passou.

Foram anos de duro aprendizado e dificuldades, superadas, segundo ele, através da Alquimia mental.

A partir de 2013, começou a divulgar um CD por ano, resgatando antigas letras e expandindo o leque de composições e participações, sempre com 10 faixas.

Sendo assim, em 2013 foi lançado o CD “No Trexo“, pela Tamoio Bantu Records, com produção de Victor Machado, aclamado produtor paulista.

Em 2014, foi à vez de “Loco é pouco”, lançado de maneira independente. Em 2015, se aliou ao rapper Gusta, para o lançamento do CD “Sociedade sem luta, Vive de luto”,  pelo selo recém-criado Sindicato da loucura.

Em 2016, novamente ao lado de Gusta Mc, FBI convoca o rapper Rafilsk para colaborar no disco “Fragmentos Psicodélicos”.

Em 2017, o rapper trouxe o álbum “Frequência Pura”, juntando um time de rappers, incluindo 5 mcs e 2 produtores moçambicanos, além dos parceiros Gusta e Rafilsk, que participam do projeto em 2 faixas cada.

“Frequência Pura” é um reflexo do que FBI vive na atualidade, onde é pai de um casal de gêmeos e locutor de rádio, onde vive outra realidade, distante do mundo das drogas e abusos que viveu, relata um homem mais maduro e com uma nova perspectiva sobre o futuro.

[youtube] – [soundclound]