A Música ‘Marginais em Ação’ faz uma homenagem aos entes e agentes culturais das quebradas. Aos artistas, ativistas e militantes. À todos e todas periféricos e periféricas que cansaram de esperar pelo Estado e partiram pra ação. Aos escritores de literatura marginal que nos inspiram e nos motivam cada vez mais a seguir na luta.

“Admiro quem sabe, prefiro quem age.”

Moradores da cidade de Ceilândia, periferia de Brasília, Ricardo e Daniel veem no Rap uma forma de expressão, e, por meio disso, expõem com muita originalidade em suas músicas, mensagens positivas e conscientes com letras também de protesto e denúncia. A ideia do COMANDO PERIFÉRICO é transmitir autoestima e informação, provocando pensamentos e apontando alternativas para a melhoria da qualidade de vida da comunidade.

A dupla acredita no poder de transformação que o rap proporciona. E é esta a ferramenta que pretendem usar parar levar seus ideais adiante. O Grupo Comando Periférico surgiu no ano de 2008. O gosto pelo Rap e a necessidade de expor suas ideias pra sociedade, foi o que motivou os jovens nessa jornada.