Capital federal é palco da competição que definirá um representante do Brasilna batalha Red Bull Thre3style

Não basta fazer scratch. Para estar entre os melhores do mundo um DJ precisa ser original, ter presença de palco e conseguir animar qualquer público combinando diversos estilos musicais. Sob esses critérios, apenas sete entre cem inscritos foram selecionados para estar na batalha de DJs Red Bull Thre3style.

A disputa acontece no dia 20 de junho em Brasília e os selecionados enfrentarão ainda a DJ Cinara Martins, que defenderá o título de campeã brasileira. Cada competidor terá 15 minutos para mixar três diferentes estilos em um set que deverá ser aprovado pelos jurados Nedu Lopes, KL Jay e Tamenpi, além de conquistar o público de mil pessoas que estará presente no Club 904. “A expectativa para a competição é alta, são quatro DJs novatos e quatro veteranos”, diz Nedu Lopes, jurado da competição pela terceira vez. “Além disso, o público de Brasília é muito animado e está ansioso pela disputa”.

Nas pick-ups, estarão nomes como o DJ Nyack, de 25 anos, que desde 2007 trabalha com o rapper Emicida. Já a carioca Typá, 31, mora em São Paulo, trabalhou com a MC Flora Matos e atualmente toca com o rapper Don L. Também da capital paulista, o DJ E.B, de apenas 21 anos, quer levar o título mixando estilos como música brasileira, reggae e rap.

De Brasília, o DJ A, 36, mistura black music, funk e trap e afirma estar confiante competindo em casa. “Sei o que o público daqui quer ouvir. Estou tranquilo”, diz.

Além deles, os cariocas Bruno X, 25, e Tucho, 28, tentarão aquecer o clube com seus sets, que incluem de pop a samba rock. A competição terá ainda o DJ Marquinhos Espinosa, de Mato Grosso do Sul, e campeão do Red Bull Thre3style em 2013. Com 37 anos, ele é conhecido por sua habilidade ao misturar hip-hop, house e drum`n bass.

O melhor DJ do país vai direto para Tóquio, no Japão, representar o Brasil frente os melhores DJs do mundo.

Sobre o Red Bull The3style: a batalha de DJs surgiu no Canadá em 2007. De lá para cá, virou competição mundial, com etapas qualificatórias e finais nacionais em diferentes cidades do mundo. A final mundial da competição que acontecerá em setembro no Japão, trará os campeões de cada país.

A competição avalia a capacidade técnica dos DJs e a habilidade de emocionar e desafiar a pista de dança. Com 15 minutos de set os DJs são julgados não só pela habilidade técnica, mas também pela reação do público. Os juízes também avaliam a escolha das músicas, a performance do DJ e a mixagem.

Os campeões mundiais dos outros anos:
Final mundial que aconteceu em 2014, em Baku: DJ Eskei83, da Alemanhã
Final mundial que aconteceu em 2013, em Toronto: DJ Shintaro, do Japão
Final mundial que aconteceu em 2012, em Chicago: DJ Four Color Zack, dos Estados Unidos
Final mundial que aconteceu em 2011, em Vancouver: DJ Hedspin, do Canadá