No último mês divulguei alguns grupos do Vale do Paraíba por aqui e o que mais me chama atenção é a diversidade de grupos e discursos que a região produz. Desde o sons mais espiritualizados ao realidade nua e crua. O Mentevolução se encaixa na segunda descrição. É rap cru, é realidade, é protesto, é gangsta.

Confira nas palavras dos próprios membros a história do Mentevolução:

Grupo originário de Roseira no Vale do Paraíba do estado de São Paulo (Fundão do Vale). Fundado em 10 de Março de 2007. Formação atual contendo Cokão e Vulgo Fio, mas já passaram por aqui a cantora Ninah Reis, Mateus (mano Teu)e Angélica Araújo. Estamos na correria desde 2007, mas a caminhada já vem de uma vida inteira, por que se expressar com o Rap não se aprende, mas se vive. Somos adeptos do Rap de contestação (Rap Contundente), por isso o trabalho de conscientização é majoritariamente realizado em bairros inferiorizados e quebradas com precárias condições de moradia, lazer, educação, saneamento básico e outros fatores que afetam a nós, o povo periférico. Nosso grupo tem em sua influência musical nomes como Rotina Maldita, 509-E, GOG, Facção Central, Realidade Cruel, Consciência Humana, Racionais MC’s, entre outros revolucionários que nos instruíram, mostrando a realidade das ruas e do país, nos alertando contra a alienação e o sentimento de Comodismo. Nós sempre mantivemos as origens de reivindicar e protestar oriundas do Rap nacional, com o intuito de passar informação, consciência e injetar ideologia aos menos favorecidos e com o acesso limitado.

Dá um play aí.