Com o programa Sófálá, o Red Bull Station torna-se um novo espaço para a prática do Slam, movimento artístico e performático de encontros e competições de poesia falada. Um sábado por mês o local recebe uma comunidade de slam que realiza um torneio seguindo as três regras universais: três poemas, três minutos máximos de duração e sem utilização de figurinos ou instrumentos musicais – mas respeitando a singularidade de cada grupo que por vezes subvertem algumas dessas regras.

Nesta terceira edição quem comanda o evento é a ZAP! Zona Autônoma da Palavra, a primeira noite de Poetry Slam (veja mais abaixo) do Brasil. Acontece toda segunda quinta-feira do mês na sede do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos-Teatro Hip Hop. É um espaço dedicado a poesia falada, ágora livre, fresta no tempo onde a diversidade é convidada de honra e a celebração da palavra o principal objetivo. A cada encontro, pessoas das mais diferentes idades, profissões, visões de mundo, anseios e crenças reúnem-se para compartilhar palavras, ideias, experiências e pontos de vista. Em meio a polifônica e barulhenta São Paulo, uma suspensão no tempo-espaço. Silêncio. Todos param para ouvir, ver e sentir: POESIA

O vencedor de cada edição do Sófálá gravará uma poesia no Red Bull Studio São Paulo e uma coletânea será impressa e divulgada ao final do ano.

O QUE É O “POETRY SLAM”? O idealizador do projeto, Emerson Alcalde, explica:

O Poetry Slam é uma prática artística e performática que tem em sua base várias regras: envolvem a performance e poesia original dos seus participantes; tempo limitado de 3 minutos para as suas apresentações; um público como júri que pontua cada apresentação de 0 a 10; a ausência de música e acessórios e a atribuição de prémios simbólicos no final. Não existem estilos ou temas adequados, existem várias linguagens possíveis, que variam com a diversidade dos participantes que fazem parte deste movimento.

Emerson Alcalde é ator e artista slammer. Apresentador do SLAM DA GUILHERMINA. Autor dos livros: (A) MASSA e O Boneco do Marcinho. Atuou em 21 espetáculos teatrais. Participou do EP “…ENTRE…” do KAMAU. Ministrou workshop na Venezuela e na Argentina. Ganhou diversos torneios de poesias entre eles o SLAM SP, representando o Brasil, onde foi bronze, na Copa do Mundo de Poesias de Paris, na França em 2014.

SóFáLá: ZAP! Zona Autônoma da Palavra

25/04 – Sábado

Das 16h30 às 19h30

Red Bull Station – Laje – Praça da Bandeira, 137, Centro, SP.

INGRESSO Gratuito

Aberto ao público